Embaixada de Portugal nos Países Baixos

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Interrupção temporária do Call Center: Marcação Online de actos Consulares a partir de 1 de janeiro de 2019

No âmbito da recontratualização dos serviços dos centros de atendimento telefónico da Rede Consular (Call Centers) actualmente em curso pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, informa-se que o Call Center da Secção Consular da Embaixada de Portugal na Haia ficará, a partir de 1 de janeiro de 2019 temporariamente inoperacional, até que novo contrato seja celebrado. Aproveitamos para agradecer publicamente aos dois colaboradores do Call Center que durante mais de dois anos apoiaram a Secção Consular e a quem desejamos muito sucesso, tanto pessoal como profissional.

De forma a garantir a organização planificada e sistematizada da marcação de actos consulares, o agendamento de actos consulares passará a ser feito online através da plataforma https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/agendamento-online-de-atos-consulares e será alargado a actos até agora não inscritos no sistema (que contemplava apenas os pedidos de Passaporte Electrónico Português e Cartão do Cidadão), cobrindo aqueles com maior expressão para as necessidades dos utentes e o trabalho deste Posto Consular.

Passarão assim a ser marcados exclusivamente online os seguintes actos consulares:

- Inscrição Consular (essencial para o acesso a qualquer acto consular e efectuado apenas uma vez);

- Passaporte Electrónico Português;

- Cartão do Cidadão;

- Passaporte Temporário;

- Título de Viagem Único;

- Registo de Nascimento;

- Registo de Casamento;

- Registo de Óbito;

- Certificação de Documentos;

- Certificado de Residência;

- Procuração;

- Reconhecimento de Assinatura;

- Autorização de Viagem de Menor;

- Recenseamento Eleitoral;

- Serviço Militar;

- Pedido de Número de Identificação Fiscal.

O número de atendimento telefónico (070 302 0150) continuará activo, embora disponível apenas para a marcação de actos que não possam ser feitos online (designadamente vistos, pedidos de nacionalidade, registos de divórcio, etc.) ou para a comunicação de situações de emergência. Pedimos portanto a compreensão de todos para a necessidade de não recorrer ao atendimento telefónico excepto para os casos aqui referidos.

Recorda-se os utentes que a Secção Consular atende por marcação, e não por ordem de chegada, pelo que deverão ser evitadas deslocações espontâneas (sem marcação) – salvo em situações de comprovada urgência – , porquanto não podemos assegurar doravante que os utentes nessa situação sejam atendidos.

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail